O FÓRUM PERMANENTE DA JUVENTUDE DO RECÔNCAVO
Entregou uma carta com as demandas da Juventude do Recôncavo para o GOVERNADOR JAQUES WAGNER.

Dia 25/06/2012, ocorreu a solenidade de transferência da sede do Governo da Bahia para Cachoeira, no Recôncavo Baiano onde o governador Jaques Wagner recebeu vários seguimentos ligados a Juventude, como o Conselho Estadual de Juventude (BA), Conselho Municipal... da Juventude de Cruz das Almas, Coordenação de Juventude da Bahia, Associação Baiana Estudantil Secundarista, Departamento de Políticas para a Juventude (Cruz das Almas) e o FÓRUM PERMANENTE DA JUVENTUDE DO RECÔNCAVO.

Na oportunidade, o Grupo de Trabalho de Serviço Social na Educação - GTSSEDU-UFRB Idealizador do FÓRUM e sua coordenação
Marcela Silva, Leandro Marcos, Meires Barbosa, Julio Cesar Leite, Rafael Calumbi, Uh Neto elaborou uma carta com as demandas da Juventude do Recôncavo e a entregou ao Governador.







CAMINHADA DIA 02 DE JULHO DE 2012 ÁS 7 DA MANHÃ





Concentração e saída no Posto de Gasolina, ao lado da Igreja da Lapinha.
Esta caminhada é uma articulação das/dos discentes do Curso de Bacharelado em Serviço Social.
Busca-se nessa caminhada mobilizar a categoria de Estudante e Profissionais de Serviço Social para a imp
ortância da inserção do Serviço Social na área da Educação, bem como, sensibilizar o Poder Público uma posição no Projeto de Lei que trata dessa temática.
Entende-se que se é de suma importância a participação de todas e todos nós nesse evento.

"CATEGORIA DE SERVIÇO SOCIAL, UNI-VOS."
Organizadores do Evento: Maria Felipe, Joelma Vieira, Rosinete Oliveira e Roberto.

APOIO: Faculdade Dom Pedro II e Professora Marcela Silva DA UFRB, Coordenadora do GTSSEDU e NESSE Salvador (DEFENSORA E PIONEIRA NA LUTA DA INSERÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NA EDUCAÇÃO AQUI NA BAHIA).

70 Anos de Serviço Social no Brasil: tempo de reconhecimento do trabalho profissional (Sarita Amaro)





O assistente social há muito não é mais a moça boazinha, nem identificado pelo trabalho caritativo ou religioso. A conjuntura nacional e global mudou e o serviço social como profissão forjada na sociedade em que se insere se revisou e recriou sua identidade e projeto. Do alto dos mais de 70 anos de institucionalização da profissão no país, as conquistas são muitas e no compasso dos anos, sua ressonância social e política se dimensiona. Isso não significa dizer que não há pedras, só flores. O Serviço Social brasileiro, já em sua gênese é marcado por contradições, as quais o atravessam permanentemente (como um DNA) e são onipresentemente reapresentadas e submetidas a superações cotidianas. 70 Anos de Serviço Social no Brasil: tempo de reconhecimento do trabalho profissional, de Sarita Amaro (Editora Prismas, 2012) reconhece essa verdade, mas não se resume a essa critica circular. A obra avança em dar visibilidade a elementos que são importantes à profissão. Nesse sentido, conversa com gerações de profissionais que querem mudança, que acreditam nos pilares da profissão, dentre os quais estão a lei de regulamentação da profissão e o código de ética profissional. A obra conversa também com as novas gerações, de estudantes, de pesquisadores e de profissionais que acreditam no Serviço Social contemporâneo, de base critica e que assumem seu compromisso em efetivá-lo, interagindo com todos os assistentes sociais, com larga trajetória ou iniciante na profissão, que mesmo diante do caos social – e na verdade exatamente por conta dessa realidade – não desistem, persistem, resistem. 

(Editora Prismas, www.editoraprismas.com)



CAPACITAÇÃO SOBRE POLÍTICA EDUCACIONAL


Nos dias 15 e 16 de junho aconteceu a Capacitação sobre Política Educacional, contou com a participação de 3 NESSE e do GTSSEDU.

Seminário Nacional de Serviço Social na Educação

 Centro de Convenções de Maceió- AL

 Lançamento do Livro Serviço Social na Educação: Teoria e Prática da professora Marcela Mary José da Silva.

 Integrantes do GT de Serviço Social na Educação

Na terça-feira o professor Ney apresentou a sistematização do processo e dos resultados das discussões realizadas regionalmente em março de 2012 pelos CRESS, problematizando-a frente ao documento "Subsídios para o debate sobre Serviço Social na Educação" e às contribuições advindas dos grupos realizados nos dia anterior.


Representantes dos CRESS no GT Nacional de Serviço Social na Educação sistematizaram os trabalhos realizados nas mesas simultâneas

Nos dias 04 e 05 de junho aconteceu em Maceió-AL o Seminário Nacional de Serviço Social na Educação que, segundo o CFESS, reuniu ao todo 1100 participantes. Mais informações em http://cfess.org.br/noticias_res.php?id=804:
 (Fotos: Diogo Adjuto e GT de Serviço Social na Educação-UFRB)

Capacitação sobre politica educacional


Serviço Social na Educação: Teoria e Prática

Já está disponível o livro "Serviço Social na Educação: Teoria e Prática" com artigos  de profissionais de Serviço Social com a organização da professora Marcela Silva.

Em breve o lançamento na Bahia, garanta já o seu entrando em contato com a Editora Papel Social.


SESSÃO ESPECIAL EM HOMENAGEM AO DIA DO ASSISTENTE SOCIAL E DEBATE SOBRE A INSERÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NA EDUCAÇÃO







Fortalecer o Projeto de Lei 17.888, que prevê a criação do Serviço Social Escolar na rede estadual de ensino, e a efetivação da Lei das 30 horas (Lei 12.317/2010) foi o foco da sessão especial, em homenagem aos assistentes sociais pelo seu dia – 15 de maio – presidida pelo deputado estadual Yulo Oiticica (PT), realizada nesta quinta-feira (31), na Assembleia Legislativa da Bahia.
“Precisamos aprovar a lei 17,888, de minha autoria, que tramita há anos nesta casa, antes da Conferência de Assistência Social. Realizar essa discussão é, acima de tudo, a oportunidade de descobrir os ‘porquês’ para que a gente possa traçar a forma do ‘como’ fazer”, acrescentou o deputado Yulo Oiticica. O parlamentar também ressaltou que a escola é um ambiente transformador com a oportunidade de criar debates para transpor a garantia dos direitos humanos.
Marcela Silva, assistente social da Universidade Católica de Salvador (UCSAL) e coordenadora do Grupo de Trabalho de Serviço Social na Educação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) assinalou que é necessário que os profissionais sejam preparados para articular as 25 políticas públicas existentes no interior das unidades educacionais. “Além de também atuar para consolidar o relacionamento com às famílias e comunidades, os profissionais, articulam outras políticas como forma de garantir melhorias na área educacional” completa.

Palestra do GT de Serviço Social na Educação em Simões Filho


SERVIÇO SOCIAL NA EDUCAÇÃO: A LUTA NA BAHIA 


video


Convidado pelo pólo UNAI/UNOPAR o GT realizou a palestra dia 31 de maio de 2012 contando com a presença das secretárias de Educação e Desenvolvimento Social do município e com a presença do diretor da UNAI/UNOPAR Carlos Aroldo. Será realizado um curso de Serviço Social na Educação em Simões Filho-BA que já dispõe de uma assistente social em núcleo multidisciplinar.